sábado, 14 de abril de 2012

PT Capanema, rumo a candidatura própria

Mário Brandão saudando a plenária, no início da reunião

A eleição de 2010 impôs uma dura derrota ao Partido dos Trabalhadores no Pará, mesmo com a larga vitória da presidenta Dilma Rousseff no Estado. Com tudo isso, há quem perdeu mais e quem perdeu menos, no campo da correlação de forças internas do partido.

No pós-eleição o PT/Capanema, deveria ter vislumbrado muito mais esperanças num horizonte próximo, no entanto, as forças políticas internas se agrupam e se reagrupam muito mais em função dos interesses e dos humores dos mandatos parlamentares do que em função da construção de projetos políticos consistentes para o município.

Mediante tal situação, centenas de militantes do maior partido político do Brasil decidem, no tempo mais adequado da sua agenda política, mobilizar no dia 22 de março, os demais filiados para o debate sobre as eleições de 2012, e fazer uma grande aliança com aqueles companheiros e companheiras que sinceramente defendem a tese da candidatura própria no município. Não simplesmente como um projeto importante para a construção partidária, pois já passou o tempo do PT ter candidaturas apenas para marcar posição.
Plenária lotada de filiados do PT, por candidatura própria no município. 
Os eleitores Capanemenses só votarão no PT se estiverem realmente convencidos de que o partido tem o melhor projeto para a cidade. Neste sentido, a apresentação de propostas e de um candidato que inspire confiança nos munícipes, apontando soluções e caminhos para os desafios do município, isso sim deve ser a principal tarefa a ser cumprida neste momento pelo partido.

É preciso compreender que a estratégia municipal será melhor desenvolvida com a deliberação das prévias do Partido dos Trabalhadores (PT) ou pela decisão de candidatura própria. Em que pese, devido à ausência de debates e um planejamento mais eficiente, o PT ainda ser considerado um partido de médio porte, no âmbito local.

Encerramento dos debates no Noggon Recepções
A apresentação da pré-candidatura do companheiro Mário Brandão representa um fato novo e relevante no 
marasmo que tem se tornado a vida política local, além de consolidar o PT e aglutinar uma parcela significativa do eleitorado local, eleitorado este que deu uma expressiva vitória para a Governadora Ana Júlia, no primeiro e segundo turno das eleições de 2010. Mario apresenta ainda um histórico de lutas e de superação digno dos vencedores, com condições de grande penetração e de crescimento popular, uma candidatura competitiva, até que se prove o contrário.

Ora, o PT local somente com a candidatura própria terá condições de se levantar e consolidar seu projeto de poder municipal.
O Prefeito Evaldo Cunha de Ipixuna do Pará, também prestigiou o evento que contou com a presença de representantes de mais 4 partidos simpáticos a pré-candidatura de Mário Brandão. 

0 comentários:

Postar um comentário

Imagens da Semana